21 de set de 2009

Arquitetura e Meio Ambiente

Reaproveitamento da Água da Chuva
Alternativa Econômica

Apenas 3% da água existente no planeta é potável e somente 0,7% está acessível. A maior parte da água utilizada, quase 70%, vai para a agroindústria; 20% vai para as indústrias e 10%, para as casas. Desta forma a água da chuva deve ser considerada uma alternativa economica e ecologicamente correta.
As águas de chuva são encaradas pela atual legislação brasileira como esgoto, pois ela usualmente vai dos telhados, e dos pisos para as bocas de lobo aonde, como "solvente universal", vai carregando todo tipo de impurezas para um córrego que vai acabar dando num rio que por sua vez vai acabar suprindo uma captação para Tratamento de Água Potável.
Para uso humano, inclusive para como água potável, deve sofrer evidentemente filtração e cloração, o que pode ser feito com equipamento barato e simplíssimo, tipo clorador.
Esta utilização é especialmente indicada para o ambiente rural, chácaras, condomínios e indústrias.
Uma forma simples de aproveitar a chuva seria o uso de calhas no telhado para captar a água e levar aos reservatórios fechados.
A água da chuva é uma água suave que pode ser utilizada de várias formas: durante a lavagem de roupas, carros, calçadas, automóveis ou irrigação de hortas e jardins. Com isso ela é capaz de compensar deficiências, substituindo com vantagens, até 50% da água oriunda dos sistemas públicos de abastecimento (água tratada, destinada a finalidades mais nobres).
Por outro lado, a retenção da água proveniente da chuva, principalmente nos centros das cidades, que possuem quase que a totalidade de seu solo
impermeabilizado por ruas, calçadas e edificações, contribui para a diminuição das enchentes.
Além, de leis e regulamentos, fomentando ou até obrigando a adoção de medidas
capazes de levar à otimização na utilização dos recursos hídricos, a conservação da água depende, sobretudo de mais que campanhas de conscientização, de ações educativas junto à comunidade, esclarecendo sobre as maneiras de evitar o desperdício, as formas de economizar e as fontes alternativas para a captação de água,.
Em condomínios, a água de chuva armazenada significa uma expressiva economia no gasto de água nas áreas comuns. Ela pode ser utilizada para lavagem das calçadas, do playground, de carros, na irrigação dos canteiros e jardins, na reserva para casos de incêndio e até mesmo em banheiros das áreas comuns.


Arquitetura auto-sustentável e Arquitetura Verde

A Arquitetura auto-sustentável usa, ao menos parcialmente, sistemas de energia alternativos independentes de infra-estrutura pública para se manter.e a Arquitetura Verde incorpora a necessidade de integração do projeto arquitetônico com o seu entorno, utilizando materiais e técnicas locais e minimizando o impacto da construção no meio ambiente e o consumo de energia para construir ou manter, podendo utilizar meios energéticos alternativos. Através do projeto de arquitetura esses conceitos podem ser incorporados ao detalhamento da edificação em questão. A primeira medida a ser tomada é estudar a própria implantação da edificação dentro do terreno: a posição em relação ao sol e aos ventos predominantes, a configuração da planta, os obstáculos, o clima,que resultarão no uso adequedo de formas,tamanhos e modelos de elementos que formarão a construção em questão,sempre visando o melhor aproveitamento dos recursos naturais do meio ambiente local.Alguns exemplos são os painéis trocadores de calor, energia geotermal, ventiladores eólicos, exaustores e insufladores de ar, sótãos isolantes e forros deslizantes, que permitem um controle maior das condições ambientais por meios ditos passivos;e a economia que produzem ao longo do tempo permite um rápido retorno do investimento.

DICAS DE COMO VIVER MAIS SUSTENTAVELMENTE

USO DA ENERGIA DE MANEIRA CONSCIENTE
Instale um aquecedor solar. A economia de energia elétrica proporciona um retorno do investimento, em média, de 10 anos;
Instale sensores de presença para economizar eletricidade;
Instale aquecedor solar para economizar energia e/ou gás

COLETA DE PILHAS E BATERIAS

Separe as pilhas e baterias, que constituem resíduos perigosos de responsabilidade de seu fabricante, e procure os postos de coleta autorizados para o descarte no seu município.

PISOS ALTERNATIVOS E ECOLOGICAMENTE CORRETOS
É possível executar uma calçada com piso permeável de material reciclado,utilizando-se de material de demolição que é moído e pode compor as calçadas e até tijolos.Outra possibilidade para pisos são vidros e outros cacos reciclados, que se forem quebrados, podem resultar em material de revestimento,formando lindos mosaicos.

fonte: Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Peruíbe

Um comentário:

Jefferson disse...

Muito bom !