30 de out de 2012

BANHEIRO SECO ECOLÓGICO

Hoje 13 milhões de brasileiros não possuem banheiros em suas residências (Instituto Trata Brasil, 2010).
O banheiro seco é eficiente para sanear comunidades que não disponibilizam rede de água e de esgoto. É uma tecnologia de saneamento simples e econômica, com consumo racional de água e fertilização do solo pelo aproveitamento dos nutrientes das fezes e urina.
 A utlização de banheiro seco garante a redução de doenças parasitárias e a produção de alimentos pela valorização dos dejetos humanos. É um instrumento de saneamento que pode atender as necessidades do homem e melhorar sua relação com a natureza, assegurando: saúde pública, empoderamento comunitário e preservação ambiental.

Importância de separar a urina das fezes

Os modelos separadores consistem em um assento ou vaso especial que separa as fezes da urina, e é dirigida a coletor separado. A urina, separada pode ser armazenada ou diluída e usada como fertilizante ou mandada para um poço de absorção diretamente no solo.  
As principais vantagens da separação da urina e das fezes são:
  • Uso direto da urina, pois a sua higienização é facilitada;
  • Possibilitar o tratamento das fezes por desidratação, que exige menos manutenção. 
  • Reduzir o tanque de armazenamento das fezes, pois elas devem permanecer por tempo adequado até sua higienização;
O banheiro seco separador (segregador) possibilitará um adubo rico em nutrientes apartir das fezes e um fertilizante riquíssimo em nitrogênio apartir da urina.

Compostagem ou desidratação para higienização dos dejetos humanos

O tratamento por compostagem e a sua utilização na higienização de material fecal mostrou-se adequado quando bem manejado. A eliminação de patógenos se dá pela alta temperatura alcançada em tempo suficiente. O processo de compostagem exige conhecimento do processo. 



 O tratamento por desidratação, elimina os patógenos pela alcalinidade e desidração do material, é indicado para as comunidades que não realizam a compostagem e vivem em locais muito secos, como o semi-árido nordestino. A desidratação costuma exigir menos manutenção, pois é realizado no próprio local de armazenamento, que com a permanência em tempo adequado e com a mistura lançada sobre as fezes possibilita sua higienização.

Cabe ressaltar que a desidratação é possível em sanitários onde haja separação da urina e das fezes.

Os locais que já tem hábito de compostar seu resíduo de alimentação, ou de estrume animal, mostram-se mais pertinente o tratamento por compostagem, no entanto devem estar cientes da manutenção do sistema e de proteção deste para permitir a saúde do homem e de seu meio. 

É bom deixar claro que o processo de higienização também deve ser compatível com os materiais que a comunidade disponibiliza, por exemplo, a desidratação requer cinza, terra ou pó de calcáreo; já a compostagem requer serragem, restos de jardinagem ou palha.

A escolha do método é fundamental para facilidade e permanência da qualidade do uso de banheiro seco.



Capacitação para implantação e manutenção do processo de compostagem

Este é um manual de implantação e manutenção da leira de compostagem do banheiros seco ecológico. Esta leira de compostagem tem controle de poluição, pela coleta e filtração do líquido percolado, para posterior uso na agricultura com diluição.
Aqui terão os passos para realização da compostagem com os detalhes pra que esta alcance temperatura adequada em tempo suficiente para garantir higienização do material compostado e utilização segura na agricultura.  
Este manual está disponível em:
http://www.slideshare.net/SofiaLemos/leira-para-compostagem-dos-resduos-orgnicos-humanos-5923306
 

 Capacitação para construção do banheiro seco

Banheiro Seco no semi-árido pernambucano - Brasil

Este modelo com escadas, armazenamento móvel de bombona de 50 litros e mictório separado do sanitário foi implantado no semi-árido pernambucano.Foram implantados 90 banheiros secos na região rural e foram capacitados os técnicos e usuários. Os passos para construção de banheiro seco, cedido por CEPAGRO, estão disponíveis em:

http://www.slideshare.net/SofiaLemos/manual-de-capacitao-para-implantao-de-banheiro-seco-com-compostagem-5980884
 
Banheiro seco nos espaços rurais - México

Em uma reportagem sobre banheiro seco, você pode encontrar 3 vídeos com passos de como construir banheiros secos, pelo link: http://llamadoalaconciencia.wordpress.com/2009/10/17/banos-secos-limpios-ecologicos-y-sin-necesidad-de-agua/
O primeiro deles é sobre a construção de banheiros ecológicos em espaços rurais no México, o qual é ilustrado com a fotografia acima.  

Ecosanres desenvolve projetos de saneamento ecológico em comunidades, e tem disponível em sua página da internet para download manuais e guias, para instalação de banheiros secos de baixo custo, simplicidade e aproveitamento de fezes e urina na agricultura. Estão disponíveis, com autoria de Peter Morgan, dois manuais muito práticos e informativos:
Ecologic Toilet: http://www.ecosanres.org/pdf_files/EcologicalToilets-PeterMorgan-Mar2009.pdf
Toilets that make compost: http://www.ecosanres.org/toilets_that_make_compost.htm

Para outras informações sobre EcoSanRes, acesse: http://www.ecosanres.org/

Capacitação para utilização de fezes e urina na agricultura
O Manual Ecological Toilet (Peter Morgan) traz muitos conselhos de uso de urina e fezes, a partir de banheiro seco segregador, na agricultura. Este manual está disponível em inglês:
http://www.ecosanres.org/pdf_files/EcologicalToilets-PeterMorgan-Mar2009.pdf

Algumas orientações para utilização de fezes e urina humana na agricultura estão disponível em português em:
http://www.slideshare.net/SofiaLemos/orientaoes-para-utilizao-de-dejetos-humanos-na-agricultura

Revisão bibliográfica: EcoSanRes

 Estudo sobre líquido percolado da leira de compostagem do banheiro seco

Este estudo sobre o líquido percolado proveniente da leira de compostagem do banheiro seco está disponível para download em:
http://www.slideshare.net/SofiaLemos/estudo-do-lquido-percolado-da-leira-de-compostagem

Foi realizado na disciplina de Ecologia dos Solos, no Programa de Pós Graduação de Agroecossistemas da Universidade Federal de Santa Catarina, para caracterização bacteriológica e de nutrientes inorgânicos do líquido percolado proveniente da leira de compostagem do banheiro seco. Seu objetivo foi entender a higienização do líquido percolado e seu uso na agricultura. 

Artigos e pesquisas

Saneamento Ecológico (Revista Agricultura Urbana)
http://www.agriculturaurbana.org.br/RAU/AU3/AU3saneamentoecologico.html

Valorização de Fezes e Urina (Diario Pernambucano)
http://blogs.diariodepernambuco.com.br/meio_ambiente/?p=5628

The poop culture (Livro sobre a cultura atual sobre a defecação humana e sobre o valor que estas tem)
http://poopthebook.com/about.html

Utilização de banheiro seco
www.lowtechmagazine.com/2010/09/recycling-animal-and-human-dung-is-the-key-to-sustainable-farming.html

TCC de Bárbara S. Q. Alves (BANHEIRO SECO: ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DE PROTÓTIPOS EM FUNCIONAMENTO)
http://www.ccb.ufsc.br/biologia/TCC-BIOLOGIA-UFSC/TCCBarbaraSQAlvesBioUFSC-09-1.pdf

TCC de Sofia Silva Lemos (ESTUDO DE BANHEIRO SECO E DESENVOLVIMENTO DE MATERIAIS DE CAPACITAÇÃO PARA SUA IMPLANTAÇÃO E APROVEITAMENTO DOS SUBPRODUTOS GERADOS)
  
Experiências pelo mundo


MANUAIS DISPONÍVEIS

Esses são alguns manuais disponíveis com as etapas construtivas do banheiro seco e dados complementares.

http://www.slideshare.net/SofiaLemos/xmas-island-composttoilet

http://www.slideshare.net/SofiaLemos/waterless-composting-toilet-systems

http://www.slideshare.net/SofiaLemos/design-notes

http://www.slideshare.net/SofiaLemos/composting-toilet-manualvanuatu

http://www.slideshare.net/SofiaLemos/composting-toilet-full-plans1-1

http://www.slideshare.net/SofiaLemos/biolan-8318820


Cartilha para capacitar usuários 
Esta cartilha apresenta o banheiro seco e dá instruções para sua utilização. É um guia prático para auxiliar famílias, técnicos e agentes locais envolvidos com a implantação de Banheiro Seco. 
Está disponível para acesso em: 
 
Para mais informações: banheirosecoecologico.blogspot.com.br

Nenhum comentário: